Make your own free website on Tripod.com
Welcome Seeker! | MYSTERIOUS TRUTH | Mysteries of an Initiation | Mysteries from the Past | Mysteries of Secrecy | Mysteries of Soul | Mysteries from an Extraterrestrial | Mysteries of Death | Mysteries of a Dead Drug Addicted | Mysteries of the Black Night | Mysteries of a Spiritual Healing | Mysteries of an Astral Treatment | Mysteries of Sychronicity | Mysteries of Perfectionism | Mysteries of God | Mysteries of Time | Mysteries of Dream | Mysteries of Energy | Mysteries of Prayer | Mysteries of Religion | Mysteries of Family | Mysteries of Preoccupation | Mysteries of our Body | Mysteries of Evil | Mysteries of Animal Idiom | Mysteries of Love | Mysteries of my Arrival | Please make comments about this MYSTERIOUS page

Home

MARCO'S MYSTERIES
Mysteries of Love

SERA' QUE O AMOR NAO SERIA UM ENGODO?

Como ousa atacar o sagrado amor desta forma descabida?
Por certo, os puristas fariam tal questionamento, classificando-o como uma autentica afronta aos seus principios filosoficos e romanticos!

E eu responderia, sem medo de errar: porque o amor e fugaz, um mero sentimento de pessoas por demais frageis e, portanto, passiveis de sofrimento.

Emendo a pergunta acima: Como levar a serio tal sentimento que nos da um minuto de prazer, mas uma hora de tristeza?

Mas voc nao amaria ninguem? Como pode ser frio dessa maneira?
Questionariam-me uma vez mais!

Sim. Claro que amo. Amo a tudo e a todos. Por sinal, eis o meu problema: eu amo ate demais! A vida e seus componentes me absorvem muito! Mais do que a necessidade plausivel, Contudo, me amedrontam ao mesmo tempo!
O medo da perda gera um sentimento de defesa um tanto amargo...
Apavora-me saber que aquilo que amo um dia pode, de uma hora para outra acabar, diluir, desaparecer totalmente!

Por isso, volto a perguntar: vale a pena ser absorvido por tamanho sofrimento? O desgaste de energia poderia ser evitado?
Penso que a resposta seria negativa.

A maestria, esta condicao almejada do ser humano um pouco mais instruido, por acaso nao preencheria tal lacuna?

A morte de um ente amado (seja familiar ou amigo), poderia ser deglutida melhor, ou menos pior?

Adiantaria todo o nosso carinho, todo o nosso calor humano para com uma pessoa que um dia poderiamos perder?

Devemos dar tanto amor para que eles possam sofrer o mesmo, quando daqui partirmos?
Pluft! Como num passe de magica, eles desapareceram de vez da minha vida.

E se a morte for mesmo o final da personalidade?
Cruel realidade esta. Vil paradoxo!

Se omitirmos amor, ficaremos infelizes, se o fizermos, o mesmo acontecera...
E o que fazer?

Vale a pena amar?
O amor deveria existir assim como ele e? Ou ele e pura invencionice piegas humana?

Fraqueza de pseudos seres pensantes?!
Sei la. Tudo muito provavel...
Ainda amo muito os meus.
Que truque tenho para suportar a dor de um dia ter que deles me ausentar?

Das duas uma: ou eu partirei, ou eles idem.
O fato e que a dor de separar um elo de energia rasga a alma literalmente.

Doi muito. Sufoca, destempera, desequilibra e faz-nos meditar sobre a questao de AMAR OU NAO AMAR!
No final das contas, amar tem que ser mais razo do que sentimento, isto e, devemos, sim, ter respeito, carinho, dedicacao, zelo, enfim, considerar todo aquele ou aquela que prezamos.

Eis a minha maneira de AMAR.
Ou melhor, esta e o modo ideal para amar, pois valeria a pena amar, sabendo que voce vai perder um dia?.