Make your own free website on Tripod.com
Em busca da misteriosa VERDADE... | Iniciação Misteriosa | Mistérios do Sigilo | Mistérios de um Espírito | Mistérios de um Extraterrestre | Mistérios do Processo da Morte | Mistérios da Transição | Mistérios do Outro Lado | Mistérios do Além-Vida do Viciado | Mistérios das Vidas Passadas | Mistérios da Noite Negra | Mistérios da Vida | Mistérios de Taphitat | Mistérios do Astral | Mistérios da Sincronicidade | Mistérios do Perfeccionismo | Mistérios de Deus | Mistérios Oníricos | Mistérios dos Sonhos | Mistérios da Energização | Mistérios da Reza | Mistérios da Religião | Mistérios da Família | Mistérios da Preocupação | Mistérios dos Nossos Corpos | Mistérios do Maldoso | Mistérios do Idioma Animal | Mistérios do Sobrenome Veado | Misteriosa Autobiografia do Misterioso Autor | Misterioso Retorno | Emita sua misteriosa opinião sobre esta PG MM

Home

MISTÉRIOS MARCORELIANOS
Mistérios das Vidas Passadas

bebendolahelada.jpg

Eis um misterioso depoimento dado por uma amigo muito chegado meu, quando de uma de suas sessões de
TERAPIA DE VIDAS PASSADAS:

"Aqui está minha primeira regressão (transcrito de um caderno que tenho que ter para me lembrar no futuro).
Devido ao fato de eu estar em terapia, gostaria de sigilo quanto ao conteúdo do mesmo (apesar da minha terapeuta, ter me liberado para relata-lo para pessoas de minha confiança).

"PERSEGUIÇÃO NO BOSQUE"
Depois que me relaxei totalmente, passei a sentir um pouco de medo em relação ao que eu encontraria logo à frente. De
repente, passei a ver uma nuvem branca na minha tela mental (uma fumaça branca).Bem no meio desta fumaça, comecei a ver um círculo pequeno que ia aumentando à medida que o tempo passava. Dentro deste círculo comecei a ver uma paisagem linda: um lugar com muito verde (bosque) cheio de touceiras de espinhos. Eu me vi como um pequeno moleque,9 anos,talvez,
de cabelos negros e encaracolados. Eu estava assustado e corria sem parar.
Notei que alguém me perseguia : era um camponês rude, de barbas muito grandes e que tinha nas mãos um rifle (Cida achou graça deste termo que usei).
Notei que ele estava muito nervoso e queria me pegar a todo
custo.Eu corria e de repente, caí em uma vala muito grande , o que foi minha sorte, pois o camponês não me achou.Fiquei muito machucado , muito arranhado e com um ferimento que sangrava na minha coxa.Pude ver o vermelho do sangue que escorria dela.De uma hora para outra,fiquei gelado: vi uma senhora muito velha, muito branca, deitada em um caixão, pensei que era uma bruxa mas depois vi que naquela cena eu estava já com uns 43 anos (minha idade atual) com barba e bigodes e eu chorava sem parar, me sentindo desamparado. Percebi que aquela senhora era a minha mãe adotiva e que ela era uma irmã de caridade.Eu havia sido abandonado e havia sido criado em um convento pelas irmãs. Não me casei,vivia em bordéis.
Fiquei sabendo o motivo pelo qual o camponês estava me perseguindo: eu o vi, pelo lado de fora de sua cabana, que ele fazia sexo com uma linda mulher.
De molecagem , eu atirei uma pedra pela janela daquela cabana e, por azar acertei a testa daquela mulher.Eu podia ver a mancha de sangue que saía de sua testa, e ela morreu em decorrência disto.Este era o motivo da perseguição.Corri para casa , onde a irmã de caridade me socorria, fazendo o curativo dos meus ferimentos.No final do relaxamento, fui perguntado se sentia algo: senti um aperto no peito e uma sensação muito forte de pressão na minha perna esquerda.
Minha TVP me perguntou se eu podia ver alguém e eu vi o camponês que me perseguia . Ela me pediu para me pedir perdão a ele. Assim o fiz , mas ele estava relutante em me abandonar.
Ela sugeriu que eu o perguntasse se ele queria ir embora com os enfermeiros espirituais , dentre os quais estava a sua mãe.Eu a vi vestida com aquela mesma roupa dos Quakers , com aquele chapeuzinho amarrado característico.Pedi novamente perdão a ele e vi que seus olhos claros estavam iluminados e que ele chorava muito. Senti que ele se foi, triste, acompanhado e amparado por sua mãe.Cida , que na 1a. sessão, há duas semanas, havia lido minha aura (eu estava totalmente desenergizado ) me disse que este camponês estava desde aquela época se vingando de mim e que seria bom se eu pudesse acender em uma igreja (jamais em casa, duas velas: uma para ele, outra para o anjo da guarda dele).
É só..."

Este depoimento me foi passado por um grande amigo meu que me pediu sigilo quanto ao seu nome a fim de evitar maiores questionamentos sobre uma de suas vidas passadas...